Quarta, 16 Outubro 2019
UNRIC logo - Portuguese

A ONU na sua língua

Mensagem da Directora-Geral da UNESCO para o Dia Internacional da Poesia, 21 de Março de 2013

A poesia é uma das mais puras expressões de liberdade linguística. É um componente da identidade dos povos e que encarna a energia criativa da cultura, para que possa ser continuamente renovado.

Este poder da poesia é transmitido de geração em geração, nos textos sagrados de grandes autores e nas obras de poetas anónimos. Temos o dever de transmitir este património - o legado de Homero, Li Bai, Tagore, Senghor e muitos outros – porque comporta o testemunho da diversidade cultural da humanidade. Nós, pela nossa parte, devemos cuidar dele para que dê frutos, como uma fonte de riqueza linguística e diálogo.

Ao celebrar o Dia Mundial da Poesia, a UNESCO pretende também promover os valores que a poesia transmite, porque a poesia é uma viagem, não num mundo de sonho, mas, muitas vezes perto de emoções individuais, aspirações e esperanças. A poesia dá forma aos sonhos de povos e expressa sua espiritualidade vigorosamente, e também nos encoraja a todos para mudar o mundo.

Poetas de todos os países legaram versos intemporais em defesa dos direitos humanos, igualdade de género e de respeito pelas identidades culturais. Paul Eluard escreveu "liberdade ... eu escrevo o teu nome". Para este dia, a poesia traz os ventos de liberdade e dignidade na luta contra a violência e opressão. Por todas estas razões, a UNESCO apoia os poetas e todos que publicam, traduzem, imprimem ou divulgam poesia. Este apoio faz-se protegendo a diversidade das expressões culturais e preservando os recitais de poesia, listados como património cultural imaterial da humanidade, como formas de embelezar o mundo e construir as defesas da paz nas mentes de homens e mulheres

Irina Bokova, Directora-Geral da UNESCO

Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária