Quinta, 16 Agosto 2018
UNRIC logo - Portuguese

A ONU na sua língua

No Dia Mundial do Ambiente, ONU pede fim de poluição plástica

plasticoFoto ONU - Martine Perret

Com ONU News 

O Dia Mundial do Meio Ambiente, celebrado a 5 de junho, tem como mensagem central a poluição plástica principalmente nos oceanos. Segundo dados da agência ONU Meio Ambiente, todos os anos, 8 milhões de toneladas de plástico acabam no mar e se nada for feito, até 2050, os oceanos terão mais plástico do que peixes. Para evitar tal cenário, a ONU Ambiente lançou a campanha “Acabe com a Poluição Plástica” ou #BeatPlasticPollution, na sigla em inglês.

A ONU News conversou com a coordenadora do Dia do Meio Ambiente no Brasil e também da campanha Mares Limpos. A partir de Brasília, Fernanda Daltro explicou  que o plástico é um dos maiores desafios ambientais dos nosso tempos: “O plástico tornou-se num material presente em absolutamente todos os lugares do planeta, inclusive nas regiões mais remotas. E esta poluição tem uma relação direta com a sociedade de consumo em que vivemos hoje. Este volume de lixo está a misturar-se com a cadeia alimentar. Todas as espécies nos oceanos acabam por ter contacto e alimentam-se de plástico de uma forma ou de outra.”  

Ainda no âmbito destas celebrações, o Comité Olímpico Internacional, COI,  anunciou uma parceria com a ONU para combater o plástico descartável. Atletas olímpicos de várias modalidades incluindo triatlo, surf, e rugby comprometeram-se a reduzir o consumo de utensílios de plástico. A cada minuto, 1 milhão de garrafas plásticas são consumidas no mundo. Já a quantidade de sacos de plástico ascende aos 5 biliões por ano.

De acordo com o diretor-executivo da ONU Meio Ambiente, Erik Solheim, já existe a consciência da situação alarmante, mas os impactos de longo prazo desta crise ambiental sobre a saúde ainda são pouco conhecidos. Solheim comparou esta falta de informação ao pouco conhecimento que antes se tinha em relação ao tabaco, ao pó de amianto e ao mercúrio.  

Ainda na entrevista à ONU News, Fernanda Daltro da ONU Meio Ambiente, no Brasil, destacou a importância da mudança na cabeça dos consumidores: “É muito importante entender que nós, como consumidores, temos um papel ativo e simples no combate à poluição plástica. E este papel passa por fazer escolhas melhores. Não apenas em relação ao material, em deixar de usar o plástico descartável, em todas as situações, mas simplesmente abolir das nossas vidas alguns itens que não necessitamos. É o caso das palhinhas, por exemplo, que não chega é reciclável e a sua utilização é relativamente desnecessário na maior parte das situações. ”

Entre as recomendações da ONU Ambiente para acabar com a poluição plástica estão ações simples que podem ser adotadas no dia a dia.

Entre elas, levar a próprio saco de plásticoao supermercado, recusar palhinhas e talheres de plástico, preferir garrafas de água reutilizáveis, apanhar o plástico que encontrar na rua e apoiar políticas governamentais contra o uso único dos sacos de plástico.

Sustainable Development Goals LOGO PT vertical 250

NoBanner SDG POSTER PT 250px

Mensagem de Ano Novo do Secretário Geral

Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária