Quarta, 26 Setembro 2018
UNRIC logo - Portuguese

A ONU na sua língua

Consegue imaginar um mundo sem florestas?

547496Foto ONU: Eva Fendiaspara

As florestas sustentam-nos: todos os anos elas geram 16,2 biliões de dólares.

Entre 7 e 11 de maio teve lugar em Nova Iorque a 13ª Sessão do Fórum das Nações Unidas para as Florestas. Este órgão intergovernamental tem como propósito fortalecer o compromisso e a ação política no que toca às florestas, sendo que os seus membros – todos os Estados-Membros da ONU, assim como agências especializadas relevantes – se encontram uma vez por ano para discutir a gestão e implementação da sua estratégia.

As florestas e as árvores apresentam recursos vitais para a vida na Terra. Elas suportam a economia, diferentes sociedades e beneficiam o bem-estar humano. Cerca de um terço da população humana depende de energia proveniente de biomassa de florestas para as suas necessidades diárias, nomeadamente alimentação e aquecimento. 75% dos medicamentos tomados globalmente têm componentes provenientes de florestas. As mesmas também são fonte de água potável e para uso industrial e na agricultura. Quando geridas adequadamente, as florestas são ecossistemas saudáveis e produtivos, resilientes e renováveis.

A agenda desta sessão incluiu discussões sobre a contribuição das florestas para o sucesso dos ODS e para a transformação das sociedades em unidades mais resilientes e sustentáveis; a gestão, monitorização e avaliação de relatórios de implementação; o financiamento de iniciativas; e as futuras estratégias comunicativas do fórum.

De momento, está em vigor o Plano Estratégico para as Florestas 2017-2030, o primeiro do seu género a ser adotado pela Assembleia Geral das Nações Unidas, que estrutura a ação global no que toca a florestas e a árvores fora de florestas, a fim de combater a deflorestação e a degradação florestal. Este Plano Estratégico traduz-se em 6 Objetivos Florestais Mundiais e 26 metas associadas, a atingir até 2030, de forma voluntária e universal, encontrando-se alinhado com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), as Metas de Aichi e o Acordo de Paris.