Sábado, 19 Janeiro 2019
UNRIC logo - Portuguese

A ONU na sua língua

MINURCAT sucede à EUFOR no Chade e na República Centro-Africana

A Missão das Nações Unidas na República Centro-Africana e no Chade (MINURCAT) assumiu, hoje, as responsabilidades no plano militar e de segurança da força da União Europeia EUFOR. A transferência de responsabilidades foi saudada pelo Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon.


O acontecimento foi assinalado por uma cerimónia em Abéché, no Leste do Chade, que contou com a presença do Secretário-Geral Adjunto para as Operações de Manutenção da Paz, Alain Le Roy, do Ministro francês dos Negócios Estrangeiros, Bernard Kouchner, do Representante Especial do Secretário-Geral para o Chade e a República Centro-Africana, Víctor Ângelo, bem como de representantes do Governo chadiano e da União Europeia.


O Secretário-Geral Ban Ki-moon saudou a EUFOR pelo papel importante que desempenhou no decurso do último ano, na melhoria da segurança dos deslocados, dos refugiados e de outros grupos vulneráveis nos dois países.


Ban Ki-moon disse estar confiante em que a MINURCAT possa apoiar-se nas realizações militares da EUFOR para cumprir o seu mandato. Este consiste, nomeadamente, em promover os direitos humanos e o Estado de direito e em apoiar a formação do “destacamento integrado de segurança”, a força de polícia chadiana destacada no Leste do Chade.


A MINURCAT disporá, no máximo, de 5200 soldados, entre os quais figuram alguns dos elementos militares europeus da EUFOR que passam a prestar serviço sob a bandeira da ONU provenientes da Albânia, Áustria, Croácia, Finlândia, França, Irlanda, Polónia e Rússia.


A 14 de Março, chegaram ainda a Abéché 70 soldados do Togo e 70 do Gana.


No final da cerimónia, Alain Le Roy, Victor Ângelo e Bernard Kouchner tomaram um avião para Goz Beida, onde visitaram o campo de refugiados de Djabal e o local destinado a deslocados em Gassire. A seguir, regressaram a Jamena.



(Baseado numa notícia divulgada pelo Centro de Notícias da ONU a 16/03/2009)