Domingo, 23 Setembro 2018
UNRIC logo - Portuguese

A ONU na sua língua

Próximo CINE ONU - “On the bride's side": o pretenso casamento que levou refugiados de Itália até à Suécia

Banner Marc2016

O CINE ONU está de regresso, em março, com o filme “On the Bride’s Side”, um documentário de 98 minutos, de produção italiana, realizado por António Augugliaro, Gabriele Del Grande e Khaled Soliman Al Nassiry, em 2014.

A sessão terá lugar no próximo dia 15 de março, terça-feira, pelas 18h30, no Cinema São Jorge, em Lisboa.

A exibição do documentário será seguida de um debate sobre o atual fluxo de migrantes, a resposta que os países europeus estão a dar e a posição de Portugal relativamente a esta situação, com as seguintes convidadas:

Teresa Tito de Morais, presidente do Conselho Português para os Refugiados (visite o site do CPR)

Teresa Campos, jornalista da Visão (veja a reportagem da autora sobre o fluxo de refugiados na ilha de Lampedusa) 

A entrada é livre, sujeita à lotação da sala.

Levantamento dos bilhetes: Bilheteira do Cinema São Jorge, a partir das 14h00 do dia 15 de março.

O filme recebeu o Prémio Direitos Humanos do 71º Festival de Cinema de Veneza (Itália), o Prémio de Ouro no Festival de Cinema da Aljazeera 2015, em Doha (Qatar), o Grande Prémio para Melhor Documentário no Festival Internacional de Cinema de Orã (Argélia) 2015, o Prémio Especial no Festival de Cinema Árabe de Malmo (Suécia) e o Prémio de Melhor Documentário no Festival de Cinema Árabe de São Francisco (EUA).

Veja o  Trailer oficial de "On the bride's side"

A festa de casamento

Nas embaixadas europeias, os passaportes dos migrantes são muitas vezes inúteis. Mês após mês, milhares de sírios e palestinianos procuram os contrabandistas líbios e egípcios para serem transportados através do mar Mediterrâneo em embarcações improvisadas e perigosas. Fogem da guerra na Síria para procurar asilo na Europa. 

No caso destes protagonistas, a Itália é vista com país de entrada na Europa, sendo o objetivo chegar à Suécia. Depois de terem chegado à Sicília (no sul de Itália), continuam a sua jornada até Milão, de carro, recorrendo mais uma vez aos contrabandistas e é aí que um encontro importante dita o resto do seu destino.

Um poeta palestiniano e uma jornalista italiano encontraram um grupo de cinco palestinianos e sírios em Milão, que tinham entrado na Europa através da ilha italiana de Lampedusa, em fuga da guerra na Síria.

Decididos a ajudá-los a completar a sua viajem até à Suécia, encenam um pretenso casamento. Com uma amiga palestiniana vestida de noiva e uma dúzia de amigos italianos e sírios como convidados do casamento, o grupo atravessa metade da Europa numa viagem de três mil quilómetros, ao longo de quatro dias (de Milão para Estocolmo, de 14 a 18 de novembro de 2013).

Esta jornada emocionante não conta apenas as histórias, desejos e sonhos do grupo de cinco palestinianos e sírios e dos seus "traficantes especiais", mas revela também um lado da Europa desconhecido – uma Europa onde há quem acredite que ela deve ser transnacional, encorajadora e irreverente, ridicularizando as leis e restrições que a transformam numa espécie de fortaleza. 

Posição dos realizadores

António Augugliaro, Gabriele Del Grande e Khaled Soliman Al Nassiry defendem que este documentário "é, também, um ato político, e é uma história real mas também fantástica".

Desde o início, a natureza híbrida do filme ditou um número de escolhas específicas, nomeadamente no guião: "ao invés de escrever diálogos, a filmagem foi organizada com base nas cenas, imaginando situações nas quais as personagens, na presença das câmaras, se podiam movimentar livremente".

As filmagens, contudo, tiveram sempre de ser adaptadas às necessidades do ato político que era chegar à Suécia no mais curto espaço de tempo.

"De facto estávamos a partilhar um grande risco e um grande sonho que, inevitavelmente, nos unia. E esta experiência também mudou a nossa forma de ver as coisas e ajudou-nos a tentar encontra uma nova percepção do que é a fronteira – uma linguagem que, sem cair na armadilha da vitimização, foi capaz de transformar os monstros dos nossos pesadelos em heróis dos nossos sonhos , o que era feito em bonito e os números em nomes", concluem.

Operação de financiamento colaborativo

O documentário "On the Bride’s Side" foi criado a partir de uma grande campanha de financiamento colaborativo (crowdfunding), a maior na história do cinema italiano de acordo com o jornal Corriere Della Sera.

Ao fim de 60 dias (19 de maio até 17 de julho de 2014), a produção obteve 98,151 euros graças à contribuição de 2,541 financiadores de 37 países de todo o mundo (Argentina, Austrália, Áustria, Bélgica, Brasil, Canadá, Colômbia, Dinamarca, Egito, Filipinas, Finlândia, França, Alemanha, Hong Kong, Hungria, Irlanda, Israel, Itália, Líbano, Malta, Marrocos, México, Holanda, Nova Zelândia, Peru, Portugal, Reino Unido, Rússia, Arábia Saudita, Senegal, Singapura, Espanha, Estados Unidos, África do Sul, Suécia, Suíça e Tailândia).

Outros 76 financiadores doaram 2500 euros já depois do fim da campanha de angariação (obtendo-se um total de 100 651 euros através de 2 617 pessoas), tornando o filme num dos documentários com maior financiamento por este tipo de sistema, a nível mundial.

Informações:

O filme será legendado em português.

Para mais informações, contacte-nos através do e-mail: [email protected]

O CINE ONU é uma iniciativa da secção Portuguesa do UNRIC (Centro de Informação Regional das Nações Unidas para a Europa Ocidental) e da Plataforma Portuguesa das ONGD, que promove a reflexão sobre  temas relevantes para a sociedade civil tais como desenvolvimento sustentável, direitos humanos e promoção da paz.