Sábado, 28 Maio 2016
UNRIC logo - Portuguese

A ONU na sua língua

Mensagem do Secretário-geral da ONU para o Dia Internacional para a Eliminação da Discriminação Racial, 21 de março de 2016

FOTO ONU/x.Nos 15 anos desde a Conferência Mundial contra o Racismo, a Discriminação Racial, a Xenofobia e Formas Conexas de Intolerância em Durban (África do Sul), o mundo percorreu, sem dúvida, um longo caminho para assegurar a igualdade de direitos e a não discriminação. Os Estados-membros adotaram novas leis e medidas de salvaguarda e estabeleceram novas instituições dedicadas à promoção e proteção dos direitos humanos. As organizações da sociedade civil que trabalham nesta área, em todo o mundo, estão cada vez mais ativas.

No entanto, ainda não fizémos o suficiente. Atualmente assistimos a uma onda de intolerância, visões racistas e violência impulsionada pelo ódio. A discriminação racial e a violência contra certas comunidades têm vindo a aumentar. As dificuldades económicas e o oportunismo político estão a desencadear o aumento das hostilidades em relação às minorias. Esta realidade tem-se manifestado mais concretamente nos ataques e violência contra refugiados e migrantes e, em particular, contra os muçulmanos.

Partidos de extrema-direita estão a fomentar divisões e mitos perigosos. Até os partidos do centro começam a endurecer as suas posições, a xenofobia está a aumentar alarmantemente em países outrora moderados e vozes, outrora sóbrias, exploram o medo num eco perigoso dos capítulos mais sombrios do último século.

Tudo isso aumenta o risco de fratura social, instabilidade e conflito. Nestes tempos tumultuosos, devemos defender os direitos e a dignidade para todos, a diversidade e o pluralismo. Temos de condenar o anti-semitismo, a intolerância anti-muçulmana e outras formas de ódio. O ataque a uma comunidade minoritária deve ser visto como um ataque contra todos.

A Declaração e o Programa de Ação de Durban continuam a ser o quadro mais abrangente para ações internacionais, regionais e nacionais contra o racismo. No entanto, estou preocupado com o facto de que a determinação coletiva, que permitiu alcançar um acordo de tão longo alcance, esteja a ser minada por conveniência política.

A comunidade internacional reconheceu em Durban que nenhum país podia reivindicar estar imune ao racismo. Isso continua a ser verdade ainda hoje. Temos que recordar as inúmeras vítimas de discriminação racial. Ao implementar os acordos de Durban, podemos ajudar não só aqueles que sofrem mais profundamente, mas a humanidade como um todo. Vamos unir-nos para garantir a dignidade, justiça e desenvolvimento para todos.

RACIAL DISCRIM

Dia Mundial da Poesia celebra forma preciosa de expressão humana

foto: onu/Emma FarrerO Dia Mundial da Poesia é observado pelas Nações Unidas, anualmente, a 21 de março, celebrando uma das mais preciosas formas humanas de expressão cultural, linguística e de identidade. Praticada ao longo da História em todas as culturas e em todos os continentes, a poesia é um poderoso catalizador para o diálogo e a paz.

“As vozes que carregam poesia ajudam a promover a diversidade linguística e a liberdade de expressão”, disse Irina Bokova,  diretor-geral da UNESCO, na sua mensagem para este dia.

A UNESCO adotou 21 de março como o Dia Mundial da Poesia durante a sua 30ª Conferência-Geral, em 1999, em Paris (França), com o objetivo de apoiar a diversidade linguística através de expressões poéticas e para aumentar a oportunidade de serem ouvidas as línguas em maior risco de desaparecimento.

O Dia Mundial da Poesia é a ocasião para celebrar poemas, reviver tradições orais de recitação de poesia, promover a leitura, escrita e ensino da poesia, promover a convergência entre a poesia e outras artes como o teatro, a dança, a música e a pintura e aumentar a visibilidade da poesia na comunicação social. A poesia continua a juntar as pessoas através dos continentes e todos podem juntar-se nesta celebração.

Prestando tributo aos homens e mulheres cujo único instrumento é o discurso livre e a imaginação, a UNESCO reconhece na poesia o seu valor como um símbolo da criatividade espiritual humana.

“Hoje, aplaudo os escritores, atores, recitadores e todas as vozes anónimas comprometidas com a poesia, lendo nos bastidores ou em público, em jardins ou nas ruas. Apelo a todos os Estados-membros para apoiarem esta esforço poético, que tem o poder de nos unir, independentemente da origem ou crença, pelo que é a própria essência da humanidade”, conclui Irina Bokona.

21 de março de 2016, UNRIC

Mensagem do Secretário-geral da ONU para o Dia Internacional das Florestas, 21 de março de 2016

FOTO: ONUAs florestas de todo o mundo são essenciais para levar a cabo a nossa visão partilhada para as pessoas e o planeta. Elas são centrais para a prosperidade no futuro e para a estabilidade do clima a nível global. Esta é a razão pela qual os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável  apelam a ações transformadoras que as salvaguardem.

Naquele que é o primeiro ano de implementação da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável, o Dia Internacional das Florestas centra-se no papel das mesmas para os sistemas aquíferos.  As bacias hidrográficas florestais fornecem três quartos da água potável utilizada na agricultura, indústria e habitação.

Os habitantes de Bogotá, Durban, Jacarta, Madrid, Nova Iorque, Rio de Janeiro e muitas outras grandes cidades dependem das áreas florestais para obterem uma parte considerável da água para consumo. Quando protegemos e regeneramos as bacias hidrográficas florestais, podemos evitar custos com a construção de novas infraestruturas para purificar a água.

Como o aumento da população global e da procura de água, é urgente salvaguardar a capacidade de obtenção da água através das florestas. Até 2025, perto de 1,8 mil milhões de pessoas vão viver em áreas com grande escassez de água e dois terços da população mundial poderão enfrentar problemas devido ao condcionamento dos recursos hídricos.

As florestas são também centrais para enfrentar as alterações climáticas. As florestas fornecem um dos sistemas mais eficientes e rentáveis de captura e armazenamento natural de dióxido de carbono. Investir nas florestas é uma espécie de seguro para o planeta.

No entanto, apesar da sua crucial importância, as florestas continuam a ser arrasadas e danificadas. Todos os anos, perdem-se sete milhões de hectares de florestas naturais e 50 milhões de hectares de terreno florestal são queimados.

Neste Dia Internacional das Florestas, apelo aos governos, empresas, sociedade civil e outros parceiros a que adotem políticas holísticas e práticas para proteger, regenerar e sustentar florestas saudáveis, pelo o nosso futuro comum.

PORTUGUESE VERSION FOREST

Mensagem do Secretário-geral da ONU para o Dia Mundial da Síndrome de Dawn, 21 de março de 2016

WSD PORTUGUESE Ao adotar a ambiciosa e universal Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável, a comunidade internacional prometeu não deixar ninguém para trás. Este compromisso requer o empoderamento das crianças e adultos com deficiência, incluindo os que têm síndrome de Down, de modo a que contribuam para o nosso futuro comum.

As pessoas com deficiência, incluindo com síndrome de Down, são mais do que pessoas com necessidade de assistência, são agentes de mudança que podem liderar o progresso social – e as suas vozes devem ser ouvidas na nossa luta para alcançar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável.

Para esse fim, recordo as palavras de Pablo Pineda,  ator e escritor com síndrome de Down, que pediu às outras pessoas com síndrome de Down que reconhecessem as suas vastas capacidades, dizendo: “Devem ver-se a si próprios como pessoas que podem alcançar os seus objetivos”.

Gostaria de acrescentar que outras pessoas na sociedade deveriam apreciar, de forma similar, o potencial e o poder dos membros da nossa família com síndrome de Down.

Esta afirmação deve ser apoiada por passos concretos com vista ao respeito, proteção e promoção dos direitos de todas as pessoas com deficiências, incluindo as que têm síndrome de Down. Eu apelo, especialmente, a ações prioritárias para melhorar as oportunidades das raparigas e mulheres com deficiência, que frequentemente enfrentam uma maior exclusão do que os rapazes e os homens.

Neste Dia Mundial da Síndrome de Down vamos mostrar resolução no apoio à autonomia e independência de pessoas com síndrome de Down, incluindo a sua liberdade para fazer escolhas, como parte dos nossos esforços mais amplos para conquistar uma vida digna para todos.

Mensagem do Secretário-geral da ONU para o Dia Internacional da Felicidade, 20 de março de 2016

FelicidadeEste ano, o Dia Internacional da Felicidade foca-se na Ação Climática para um Planeta Feliz.

Todos podem fazer parte da nossa campanha: governos, sociedade civil, órgãos de comunicação social e cada cidadão. Este ano, até as personagens de desenhos animados se juntaram à comemoração, estando as Nações Unidas a trabalhar em conjunto com um grupo famoso pela falta de ânimo: os Angry Birds.

Estes embaixadores animados estão a ajudar a aumentar a consciencialização sobre a importância da ação climática para o nosso futuro comum. Pode juntar-se a eles partilhando as suas próprias ações climáticas, utilizando a hashtag #AngryBirdsHappyPlanet.

Numa época de grandes injustiças, guerras devastadoras, deslocamentos em massa, pobreza opressiva e outras causas de sofrimento provocadas pelo homem, o Dia Internacional da Felicidade é uma opotunidade global para afirmar que a paz, o bem-estar e a alegria merecem primazia. Trata-se de algo mais do que o contentamento individual, é a afirmação de que temos uma responsabilidade coletiva para com a Humanidade.

A Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável é o nosso plano para que uma vida digna para todos se torne realidade. Ao contribuir para o avanço progressivo dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, que estão todos interligados, podemos ajudar a espalhar a felicidade e a promover a paz duradoura.

A melhor forma de celebrar este Dia Internacional da Felicidade é tomar medidas para aliviar o sofrimento. Com este espírito, vamos usar esta ocasião para renovar o espírito global de solidariedade de modo a criarmos um futuro mais seguro, próspero e sustentável para todos.

Dia Felicidade final

 

Pág. 9 de 1461

9

Sustainable Development Goals LOGO PT vertical 250

Sustainable Development Goals POSTER 250px

Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária

O Centro Regional de Informação das Nações Unidas para a Europa Ocidental (UNRIC), sedeado em Bruxelas, presta informação sobre as actividades da ONU nos países da região, incluindo Portugal. Põe à disposição do público os principais relatórios da ONU, documentos, publicações, fichas informativas, comunicados de imprensa e notícias, em várias línguas, nomeadamente o português.