Sábado, 04 Julho 2015
UNRIC logo - Portuguese

A ONU na sua língua

Mensagem do Secretário-Geral para o Dia Mundial do Funcionário Público, 23 de junho de 2015

UN PHOTO

Hoje celebramos a dedicação dos funcionários públicos de todo o mundo. Saudamos os seus incansáveis ​​esforços para prestarem serviços eficientes e inclusivos que estão disponíveis para todos.

Continuar...

Mensagem do Secretário-Geral para o Dia Mundial das Viúvas, 23 de junho de 2015

Yopougon, Côte d'Ivoire

Criar um mundo mais igualitário para as gerações vindouras é um desafio que define a nossa época. Isto é especialmente urgente para as mulheres, que muitas vezes sofrem múltiplas e interconetadas formas de discriminação. A idade, fonte de rendimento, etnia, deficiência e outros fatores podem fazer com que as mulheres fiquem mais propensas a sofrerem injustiças e preconceitos.

As viúvas são um grupo particularmente vulneráve, já que muitas nunca trabalharam fora de casa, ou a morte de parceiro acaba por deixá-las em condições de vida precária, em particular nas zonas afetadas por conflitos, desastres naturais e crises humanitárias.

O Dia Internacional das Viúvas é uma oportunidade para reafirmar os direitos daquelas cujo falecimento dos cônjuges conduz a situações de exclusão, abuso ou a perda da casa, dos meios de subsistência e daposição social.

Em sociedades nas quais as mulheres são vistas como um ser humano completo apenas quando são casadas, as viúvas são muitas vezes ignoradas ou estigmatizados. Sem a proteção económica e social dos maridos, muitas viúvas são tratadas como encargos financeiros por suas famílias. Estas mulheres podem acabar por perder os seus direitos à herança e propriedade, ou até mesmo serem forçados a sair de suas comunidades.

Estas violações dos direitos humanos decorrem devido a uma visão injusta, na qual as mulheres têm um valor diminuído. No Dia Internacional das Viúvas, reafirmamos a igualdade entre homens e mulheres.

As Nações Unidas estão a trabalhar em medidas específicas que podem ajudar as viúvas, e peço para que outros parceirossejuntema nós nesta causa.

Temos de acabar com o estereótipo, a privação económica, os altos riscos de abuso e exploração sexual e as barreiras para obter recursos e oportunidades económicas que restringem o futuro de uma mulher viúva. Temos também que progredir na igualdade de direitos das viúvas à herança, propriedade, terrenos e outros recursos.

No Dia Internacional das Viúvas, tomemos a decisão de acabar com atitudes discriminatórias e detomar medidas para assegurar que as viúvas de todas as idades desfrutam da igualdade dos direitos humanos, incluindo o direito de moldar o seu próprio futuro e de ter um papel ativo na sociedade. Este será um elemento essencial na concretização da nossa visão de uma vida digna para todos.

23 de junho de 2015, Centro de Notícias da ONU/Traduzido & Editado por UNRIC

"Ninguém coloca os filhos em barcos, a menos que a água seja mais segura do que a terra"

françois

O que os migrantes estão dispostos a enfrentar para chegar ao solo europeu, apesar do enorme investimento na segurança das fronteiras internacionais, prova que o encerramento das fronteiras como estratégia para os deter é uma meta impossível. Essa política só serve para facilitar o trabalho de traficantes que atuam na zona do Mediterrâneo, disse o Relator Especial das Nações Unidas para os Direitos Humanos dos Migrantes, François Crépeau, em conferência de imprensa, em Bruxelas, no dia 18 de junho.

Continuar...

Mensagem do Secretário-Geral para o Dia Mundial do Ioga, 21 de junho de 2015

ioga

Durante uma visita à Índia, no ano passado, tive a oportunidade de praticar ioga com um dos meus consultores. Embora ele seja nacional daquele país, eu poderia praticar ioga com muitos outros colegas de diferentes partes do mundo. O ioga é uma antiga disciplina proveniente de uma cultura tradicional que tem crescido em popularidade e é hoje apreciado e praticado em todas as regiões do mundo. Ao proclamar o dia 21 de Junho como o Dia Internacional do Ioga, a Assembleia-Geral da ONU reconheceu os benefícios holísticos desta prática intemporal e a compatibilidade inerente com os princípios e valores das Nações Unidas.

O ioga é um meio simples, acessível e inclusivo para promover o bem-estar físico e espiritual. O ioga ensina-nos a respeitarmo-nos uns aos outros e o planeta no qual vivemos. O ioga também não é discriminatório: em diversos níveis, todos o podem praticar, independentemente da força física, idade ou habilidade.

Eu próprio descobri isso enquanto tentava fazer o meu primeiro asana, ou postura: a árvore, que é adequada para iniciantes. Levei algum tempo até conseguir ficar em equilíbrio mas, quando consegui, pude apreciar a sensação de satisfação que o ioga pode trazer.

Nesta primeiro Dia Internacional do Ioga, vamos celebrar os benefícios desta prática em termos de bem-estar individual e também como parte dos nossos esforços coletivos para melhorar a saúde pública, promover relações pacíficas e iniciar uma vida digna para todos.

Número de deslocados atingiu recorde de quase 60 milhões, segundo relatório da ONU

06 18 hcr boat refugees

Guerras, conflitos e perseguições forçaram mais pessoas do que em qualquer outro momento na história a abandonar as suas casas e a procurar refúgio e segurança em outro lugar, de acordo com um novo relatório da agência de refugiados da ONU (ACNUR).

Continuar...

Pág. 4 de 1400

4

70º Aniversário da Organização das Nações Unidas

UN70 Logo Portuguese vertical 250px

Logo only Time for global action banner 253x95 Portuguese

Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária

O Centro Regional de Informação das Nações Unidas para a Europa Ocidental (UNRIC), sedeado em Bruxelas, presta informação sobre as actividades da ONU nos países da região, incluindo Portugal. Põe à disposição do público os principais relatórios da ONU, documentos, publicações, fichas informativas, comunicados de imprensa e notícias, em várias línguas, nomeadamente o português.