Segunda, 20 Novembro 2017
UNRIC logo - Portuguese

A ONU na sua língua

“Para cumprir a Agenda 2030, o mundo precisa de investir em ciência e tecnologia”

Manuel Heitor ONU

Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor, em entrevista à ONU News. Foto: ONU.

Com ONU News Português

 

O Ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior defendeu que são necessários mais recursos para a ciência e tecnologia para a realização dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. Manuel Heitor esteve na sede da Nações Unidas, em Nova Iorque, que acolheu um simpósio para debater energia global e o avanço dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável que contou ainda com a participação do secretário-geral António Guterres, e de representantes da África, da Ásia e da União Europeia.

Em representação do estado português, o ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor, apresentou a iniciativa que Portugal está a realizar no Atlântico com o Centro de Investigação Internacional, nos Açores, em parecria com outros países de língua portuguesa como Angola, Brasil e Cabo Verde.

O Ministro sublinhou o sucesso de Portugal na promoção e no armazenamento de energias renováveis: "À capacidade que Portugal teve de aumentar a a produção de energia hidroelétrica, solar e de vento foi adicionada uma capacidade muito importante de integração de diferentes tecnologias porque quando há sol e quando há vento não é necessariamente quando as pessoas usam energia. E isto é uma capacidade científica muito complexa. Portugal desenvolveu esta capacidade científica de uma forma única que permitiu ter o recorde do mundo em 2016 do número de dias totalmente sustentados por energias renováveis."

Para o Ministro Manuel Heitor, o esforço de investir mais em ciência e tecnologia deve ser feito por todos em nome do desenvolvimento sustentável até 2030, como prevê a Agenda da ONU: "Sabemos que em muitas zonas do mundo, nomeadamente na América Latina, em África e também na Europa, os níveis de investimento em ciência estão muito aquém daqueles que são  exigidos. A China está a aumentar este investimento como mais nenhuma outra zona do mundo, tanto o setor público como o privado, mas sobretudo o público em investigação e desenvolvimento. O apelo que aqui lancei é um apelo para a necessidade de todos os países aqui também representados perceberem que o desenvolvimento sustentável requer mais conhecimento."

O simpósio de alto nível Interconexão Energia Global: Avançar com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável contou também com a presença de líderes africanos de Gana, Etiópia e Zimbábue entre outros países.

António Guterres visita Dominica após passagem de furacão

Sustainable Development Goals LOGO PT vertical 250

Sustainable Development Goals POSTER 250px

Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária