Segunda, 23 Outubro 2017
UNRIC logo - Portuguese

A ONU na sua língua

Escolha esplêndida", diz secretário-geral Ban Ki-moon

Ex-primeiro-ministro português foi recomendado oficialmente pelo Conselho de Segurança para ser novo chefe da ONU; para ser confirmado, nome deve ser votado na Assembleia Geral das Nações Unidas.

Ex-primeiro-ministro português foi recomendado oficialmente pelo Conselho de Segurança para ser novo chefe da ONU; para ser confirmado, nome deve ser votado na Assembleia Geral das Nações Unidas.

 

Na Itália, onde está em visita oficial, o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, parabenizou o ex-primeiro-ministro António Guterres, que nesta quinta-feira foi indicado oficialmente pelo Conselho de Segurança para ser o próximo chefe da organização.

Para ser confirmado como secretário-geral, o nome de António Gueterres deve também ser votado e aprovado na Assembleia Geral da ONU.

Claro favorito

Na quarta-feira, os países-membros do Conselho de Segurança informaram a decisão de recomendar o nome do ex-primeiro-ministro de Portugal para ser o novo secretário-geral da ONU.

O anúncio foi feito pelo embaixador da Rússia e presidente rotativo do órgão durante o mês de outubro, Vitaly Churkin. Ele falou a jornalistas que, após a sexta rodada de votações preliminares no Conselho de Segurança, o órgão tinha um “claro favorito e que o nome dele era António Guterres”.

Escolha esplêndida

Ban afirmou que conhece Guterres "muito bem" e declarou considerá-lo uma "escolha esplêndida".

O secretário-geral citou o "serviço extraordinário" de Guterres como alto comissário da ONU para Refugiados onde, segundo Ban, ele mostrou "profunda compaixão pelas milhões de pessoas que foram forçadas a fugir de suas casas".

De acordo com o chefe das Nações Unidas, o ex-chefe da Agência da ONU para Refugiados, Acnur, trabalhou sem parar para criar operações eficazes de assistência.

Portugal

Para Ban, a "experiência de Guterres como primeiro-ministro de Portugal, seu amplo conhecimento de assuntos globais e sua inteligência lhe servirão bem na liderança das Nações Unidas em um período crucial".

O secretário-geral citou ainda a garantia de uma "transição suave" e lhe desejou sucesso.

Mulheres e meninas

O chefe da ONU declarou ainda ter certeza se que Guterres carregará a tocha com toda a variedade de desafios, do fortalecimento das operações de paz à realizada do desenvolvimento sustentável, defesa dos direitos humanos e alívio do sofrimento humano.

Para Ban, como o nono homem a servir como secretário-geral, Guterres tem uma responsabilidade especial para incluir: apoiar a autonomia das mulheres e meninas do mundo.

"Há muito trabalho pela frente", disse Ban Ki-moon, prometendo continuar a "trabalhar duro em todas essas frentes até o último minuto do último dia de seu mandato".

Laura Gelbert, da Rádio ONU em Nova York.

Leia e Ouça:

 

António Guterres visita Dominica após passagem de furacão

Sustainable Development Goals LOGO PT vertical 250

Sustainable Development Goals POSTER 250px

Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária