Terça, 21 Novembro 2017
UNRIC logo - Portuguese

A ONU na sua língua

ONU ouve apelos a maior protecção dos ecossistemas marinhos - plástico nos oceanos aumenta

imagem site 02.10.14A acumulação constante de lixo nos oceanos de todo o mundo é um “desafio tremendo” e uma crescente ameaça para os ecossistemas marinhos do planeta com potencial para ter “consequências sócio-económicas significativas”, ouviu o Programa das Nações Unidas para Meio Ambiente (PNUMA), no último dia do 16º Encontro Global das Convenções e dos Planos de Acção das Regiões Marítimas, realizado em Atenas, na Grécia.

Cientistas, decisores políticos e as delegações reuniram em Atenas num momento em que aumenta a preocupação a nível mundial sobre o aumento da acumulação lixo de plástico nos mares e oceanos – um problema que poderá  representar cerca de 13 mil milhões de dólares em danos para a vida marinha e para os seus habitats, e que requer uma solução abrangente.

Na sua intervenção durante o encontro, Jacqueline Alder, coordenadora da  Divisão de   Ecossistemas de Água doce e Marinhos, aplaudiu a criação de um “roteiro de visão” que visa traçar um caminho directo para governança dos oceanos na próxima década, particularmente nas áreas da extracção, governança, impactos das alterações climáticas, acidificação dos oceanos e poluição.

“Fazer mudanças relativas à governação ou gestão dos oceanos, especialmente quando os problemas são transfronteiriços, leva muitos anos”, afirmou Adler.

“O roteiro vai-nos permitir, a todos aqui presentes e àqueles que nos seguem,  ficar concentrados nos resultados que precisamos atingir nas décadas seguintes”.

O encontro gerou amplo consenso entre os especialistas e os decisores políticos sobre o problema do microplástico – pequenos pedaços de plástico com menos de um milímetro – que dizem, merece mais atenção para perceber melhor o impacto físico e biológico nos ecossistemas que poluem.

Para além disso, os especialistas e decisores políticos aconselharam a que se adopte uma abordagem em três níveis no combate ao lixo marinho ao nível nacional, regional e municipal, uma vez que são os municípios que costumam ter a responsabilidade da gestão do lixo.

O encontro do PNUMA coincidiu com a inauguração de uma instalação artística sobre o tema da poluição marítima,  no hall de entrada da sede da ONU em Nova Iorque intitulado de “The Garbage Patch State”.

O trabalho é uma criação da artista Italiana, Maria Cristina Finuccim e foi inspirada nas cinco manchas de lixo, conhecidas como Giros que se formaram nos oceanos, em consequência da acumulação de resíduos ou outros materiais descartados que são arrastados pelas correntes e que agora ocupam cerca de 15,915,933 quilómetros quadrados de oceano, ameaçando o meio ambiente marinho e as plantas e os animais que vivem nele.

2 de outubro de 2014, Centro de Notícias da ONU| traduzido e editado por UNRIC

António Guterres visita Dominica após passagem de furacão

Sustainable Development Goals LOGO PT vertical 250

Sustainable Development Goals POSTER 250px

Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária