Terça, 06 Dezembro 2016
UNRIC logo - Portuguese

A ONU na sua língua

Relatório da ONU mostra população mundial cada vez mais urbanizada, mais de metade vive em zonas urbanizadas ao que se podem juntar 2,5 mil milhões em 2050

10.07.2014

Hoje, 54 por cento da população mundial vive em áreas urbanas, uma proporção que se espera venha a aumentar para 66 por cento em 2050. As projecções mostram que a urbanização associada ao crescimento da população mundial poderá trazer mais 2,5 mil milhões de pessoas para as populações urbanizadas em 2050, com quase 90 por cento do crescimento centrado na Ásia e África, de acordo com o novo relatório das Nações Unidas lançado hoje. 

A edição de 2014 do relatório “Perspectivas da Urbanização Mundial” (World Urbanization Prospects) produzida pela Divisão das Nações Unidas para a População do Departamento dos Assuntos Económicos e Sociais (DESA) concluiu que o maior crescimento urbano terá lugar na Índia, na China e na Nigéria. Esses três países contarão com 37 por cento do crescimento urbano projectado a nível da população mundial  entre 2014 e 2050. Para 2050 espera-se que a Índia acrescente 404 milhões de habitantes nas cidades, a china 292 milhões e a Nigéria 212 milhões. 

A população urbana a nível mundial tem crescido rapidamente passando de 746 milhões em 1950 para 3,9 mil milhões em 2014, A Ásia, apesar baixo nível de urbanização, aloja 53 por cento da população urbanizada a nível mundial, seguida da Europa com 14 por cento e a América Latina e nas Caraíbas com 13 por cento. 

Espera-se que em 2045 a  população Urbana a nível Mundial ultrapasse os seis mil milhões. Muito do esperado crescimento urbano terá lugar nos países das regiões em desenvolvimento, particularmente a África. Consequentemente, esses países enfrentarão inúmeros desafios em atender às necessidades do crescimento da população urbana, inclusive para a habitação, para as infraestruturas, transportes, energia e emprego, assim como para os serviços básicos como  a educação e os serviços de saúde. 

"Gerir áreas urbanas tem-se tornado um dos desafios mais importantes do Século XXI. O nosso sucesso ou fracasso na construção sustentável das cidades vai ser o principal factor de sucesso da agenda da ONU pós 2015", afirmou Jhon Wilmoth, director da Divisão da população das Nações Unidas do Departamento dos Assuntos Económicos e Sociais. 

Mega-Cidades com mais de 10 milhões de habitantes estão a crescer em número

O relatório refere que em 1990, havia 10 "mega-cidades" com 10 milhões de habitantes ou mais cada, onde habitava um total de 153 milhões de pessoas, cerca de sete por cento da população urbana global da altura. Em 2014, há 28 mega-cidades no mundo são o lar de 453 milhões de pessoas ou cerca de 12 por cento dos habitantes a nível mundial. Actualmente das 28 mega-cidades, dezasseis estão localizadas na Ásia, quatro na América Latina, três delas em África e na Europa, e duas na América do Norte. Em 2030 espera-se que haja 41 mega-cidades com 10 milhões de habitantes ou mais. 

Tóquio continua a ser a maior cidade do mundo com 38 milhões de habitantes , seguida de Deli com 25 milhões, Xangai com 23 milhões e a Cidade do México, Mumbai e São Paulo, cada uma com cerca de 21 milhões de habitantes. Osaka tem tido apenas 20 milhões, seguida de Pequim com ligeiramente  menos de 21 milhões de habitantes. As áreas de Nova Iorque  e do Cairo completam  o top 10 das áreas com mais população  com cerca de 18.5 milhões de habitantes cada. 

Embora seja previsível o declínio da população de Tóquio, esta continuará em 2030 a ser a maior cidade do mundo com 37 milhões de habitantes, seguida de muito perto por Delli, na qual se prevê um rápido crescimento populacional de 36 milhões em 203. Enquanto que Osaka, Nova Iorque  eram as segundas e terceiras maiores cidades do mundo em 1990, em 2030 estima-se que caiam do ranking para as respectivas 13º e 14º posições, as mega-cidades nos países em desenvolvimento serão mais proeminentes. 

As cidades pequenas são numerosas e muitas crescem rapidamente 

Globalmente, cerca de metade dos 3.9 biliões de habitantes reside em pequenos estabelecimentos com 500 mil habitantes, enquanto que apenas um em oito vive nas 28 mega-cidades com 10 milhões de habitantes ou mais. Muitas das cidades com rápido crescimentos no mundo são relativamente pequenos estabelecimentos urbanos. 

Espera-se uma redução da população rural e um crescimento da população urbana 

A população rural a nível mundial tem crescido lentamente desde 1950 e é esperado um aumento até 2020.  A população rural global é actualmente, cerca de 3.4 mil milhões e prevê-se um declínio de 3,1 mil milhões em 2050. Enquanto África e a Ásia  estão a urbanizar-se rapidamente, estas regiões continuam a ser o lar de aproximadamente 90 por cento da população rural mundial. A Índia tem o maior número de população rural com 857 milhões, seguida da China com 635 milhões. 

A urbanização sustentável é a chave para um desenvolvimento com sucesso

O relatório nota que a planificação de uma agenda urbanística com sucesso vá requerer que se dê atenção às habitações de todas as dimensões. Se forem bem geridas, as cidades podem oferecer oportunidades de desenvolvimento económico e de expansão de acesso aos serviços básicos, incluindo serviços de saúde  e educação, para um grande número de pessoas. Providenciar transportes públicos, assim como alojamento, electricidade, água e saneamento para um local densamente povoado é normalmente mais barato e menos prejudicial para o ambiente do que fornecer algo semelhante a nível de serviços para a uma população rural dispersa. 

A revisão de 2014 da  Perspectivas da Urbanização Mundial prevê informações e tendências novas e actualizadas no urbanismo global e no crescimento das cidades. Como a informação é vital para a afirmação e promoção das prioridades, inclusive a equidade e o desenvolvimento sustentável  para as áreas urbanas e rurais. Reconhecendo a importância das cidades quenas e das grandes cidades, esta última revisão expande o número de cidade e garante numa fase inicial, estimativas de população e projectos para o urbanismo global com cerca de 300 mil habitantes ou mais em 2014. 

Nova Iorque, 10 de Julho – DESA, Traduzido e editado por UNRIC

 

Sustainable Development Goals LOGO PT vertical 250

Sustainable Development Goals POSTER 250px

Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária

O Centro Regional de Informação das Nações Unidas para a Europa Ocidental (UNRIC), sedeado em Bruxelas, presta informação sobre as actividades da ONU nos países da região, incluindo Portugal. Põe à disposição do público os principais relatórios da ONU, documentos, publicações, fichas informativas, comunicados de imprensa e notícias, em várias línguas, nomeadamente o português.