Quinta, 23 Outubro 2014
UNRIC logo - Portuguese

A ONU na sua língua

29 de agosto é Dia Internacional contra os Ensaios Nucleares

1233545 500628850019805 759591760 nA 2 de dezembro de 2009, a 64 sessão da Assembleia Geral da ONU declarou o dia 29 de agosto como Dia Internacional contra os Ensaios Nucleares, ao adoptar a resolução 64/35, com o objectivo de promover a ideia de que “todos os esforços devem ser feitos para acabar com os ensaios nucleares, de forma a evitar os efeitos devastadores e nocivos nas vidas das pessoas”.

Celebra-se hoje pela quarta vez em todo o mundo o Dia Internacional contra os Ensaios Nucleares, um dia que serve para por em destaque os esforços das Nações Unidas e de uma comunidade que inclui os Estados Membros, as organizações intergovernamentais e não governamentais, as instituições académicas, as redes de jovens e os meios de comunicação, no sentido de informar e educar o público sobre a importância da proibição dos ensaios nucleares para a conquista de um mundo mais seguro.

Este ano, estão previstas diversas actividades em todo o mundo para assinalar este dia, que vão desde simpósios e conferências até exibições, colocando em destaque os perigos das explosões em ensaios de armas nucleares, as ameaças que colocam ao ser humano e ao meio ambiente e a necessidade decorrente de eliminar todas as armas nucleares e respectivos ensaios.

Na sua mensagem oficial, o Secretário-Geral Ban Ki-moon lembrou que “uma resposta forte e unificada ao ensaio nuclear anunciado em fevereiro pela República Democrática Popular da Coreia demonstrou o compromisso da comunidade internacional no sentido de apoiar as normas globais contra os ensaios nucleares”, e apelou a todos os Estados para que assinem e ratifiquem o Tratado de Proibição Total de Ensaios Nucleares.

O Tratado de Proibição Total de Ensaios Nucleares (CTBT) é o instrumento internacional para acabar com os ensaios nucleares de forma verificável. Os testes nucleares foram reduzidos para metade com a adopção do Tratado em 1996, que definiu uma posição internacional de tolerância zero em relação aos ensaios nucleares. Os ensaios nucleares levados a cabo após 1996 (pela Índia, Paquistão e pela República Democrática Popular da Coreia) foram condenados e o Conselho de Segurança da ONU adoptou por unanimidade sanções contra esses países.  

Até agora, 183 Estados assinaram o Tratado e 159 ratificaram-no (ver mapa interactivo). No entanto, para que o CTBT entre em vigor, é necessário que oito Estados – de uma lista de 44 países que se considera que possuem tecnologia nuclear  –  o ratifiquem: China, República Democrática Popular da Coreia, Egipto, Índia, Irão, Israel, Paquistão e Estados Unidos. 

 

 Mais informações:

http://www.un.org/en/events/againstnucleartestsday/

http://www.ctbto.org/the-treaty/international-day-against-nuclear-tests/

 

69º Aniversário da Organização das Nações Unidas assinalado em Lisboa e Porto

UNDAY-PT

Façamos um mundo melhor

Vamos fazer do mundo um lugar melhor 

Vídeo apresentado no contexto da Cúpula do #Clima das Nações Unidas.

Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária

O Centro Regional de Informação das Nações Unidas para a Europa Ocidental (UNRIC), sedeado em Bruxelas, presta informação sobre as actividades da ONU nos países da região, incluindo Portugal. Põe à disposição do público os principais relatórios da ONU, documentos, publicações, fichas informativas, comunicados de imprensa e notícias, em várias línguas, nomeadamente o português.