Sábado, 19 Abril 2014
UNRIC logo - Portuguese

A ONU na sua língua

ONU aplaude estratégia dos Estados Unidos para as alterações climáticas

06-25-2013cristianafigueresO plano de acção climática do presidente Barack Obama pode representar um avanço crucial no caminho rumo a um novo acordo climático global, afirmou, esta terça-feira, Christiana Figueres, a chefe do organismo das Nações Unidas para as alterações climáticas, em resposta à estratégia anunciada pelo presidente do Estados Unidos.

“Quando os Estados Unidos lideram a acção, isso também encoraja esforços internacionais mais rápidos para combater as alterações climáticas ao fortalecer a confiança política, construindo um momento empreendedor e conduzindo a novas soluções tecnológicas”, disse a Secretária Executiva da Convenção Quadro das Nações Unidas para as Alterações Climáticas, Christiana Figueres, em comunicado.

Figueres disse que o plano é o próximo passo necessário para responder a um deficit imediato e preocupante em curso, e caso seja implementado na mais completa extensão, tal como planeado, a nova estratégia demonstrará os Estados Unidos na liderança de uma acção séria para responder às alterações climáticas, tanto a nível interno como internacional. A secretária executiva apelou ainda para que o plano seja visto como positivo, tanto para a economia dos Estados Unidos, como para as economias de outros países.

“Aplaudo o facto de os Estado Unidos quererem desempenhar um papel de liderança ao ajudarem a delinear uma solução verdadeiramente global para as alterações climáticas que possa galvanizar a acção internacional a reduzir significativamente as emissões, que prepare para os impactos climáticos, através de negociações internacionais”, observou Figueres.

Obama apresentou o seu plano nacional num discurso importante na Universidade de Georgetown na cidade Washington, a capital do país. O plano inclui propostas para reduzir a poluição de carbono no país, para preparar os impactos das alterações climáticas e para galvanizar a acção internacional.

“É importante que o novo plano tenha o propósito de se iniciar rapidamente e que abranja a lista completa de soluções para as alterações climáticas: energias limpas e renováveis, eficiência energética e várias acções que todos os países precisam de adoptar para se adaptarem ao aceleramento das mudanças climáticas”, disse o responsável das Nações Unidas pelas alterações climáticas.

O anúncio dos Estados Unidos surge a meio das negociações, em curso, lideradas pelas Nações Unidas, sobre um tratado universal sobre alterações climáticas até 2015, que poderá entrar em vigor no início de 2020. Um dos objectivos é manter o aquecimento global inferior a 2 graus célsius, acima dos níveis pré-industrais.

O plano é “a próxima etapa necessária” para responder a um decréscimo na acção e deve ser "impulsionador de um consenso político novo e de alto nível entre os países” para suavizar o caminho rumo a um progresso mais rápido nas negociações sobre alterações climáticas, disse Figueres.

25 de junho de 2013| Centro de Notícias da ONU (Traduzido e editado pelo UNRIC)


 Dia em Memória das Vítimas do Genocídio do Ruanda

Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária

O Centro Regional de Informação das Nações Unidas para a Europa Ocidental (UNRIC), sedeado em Bruxelas, presta informação sobre as actividades da ONU nos países da região, incluindo Portugal. Põe à disposição do público os principais relatórios da ONU, documentos, publicações, fichas informativas, comunicados de imprensa e notícias, em várias línguas, nomeadamente o português.