Sexta, 24 Outubro 2014
UNRIC logo - Portuguese

A ONU na sua língua

Líbano: Embaixadores do Conselho de Segurança condenam contestação ao Estado de Direito

LibanoO Secretário-Geral Ban Ki-moon está acompanhando com grande preocupação os desenvolvimentos mais recentes na cidade de Sidon, onde ataques contra as Forças Armadas libanesas têm levado a perdas graves no exército, disse ontem seu o seu porta-voz.

"O secretário-geral lembra a todos os interessados ​​com responsabilidade no Líbano para evitar o conflito e defender os princípios do respeito mútuo e da convivência, a fim de preservar a unidade

nacional do Líbano", disse o porta-voz em comunicado.

Ontem cedo, um alto funcionário das Nações Unidas e representantes dos cinco membros permanentes do Conselho de Segurança lamentaram os acontecimentos em Sidon.

Após uma reunião ontem em Beirute, no Líbano entre o coordenador especial da ONU para o Líbano, Derek Plumbly e os embaixadores da China, França, Rússia, Reino Unido e Estados Unidos, todos "foram unânimes em lamentar a contestação recente ao Estado de Direito no Sidon e os recentes ataques contra as Forças Armadas Libanesas lá e em outros lugares ", segundo a porta-voz da ONU, Eduardo del Buey.

Ele ressaltou a importância da proteção dos civis e "a necessidade do rápido restabelecimento da ordem na cidade".

De acordo com relatos das médias, a luta eclodiu entre o exército e os apoiantes de um clérigo sunita no sul da cidade de Sidon no dia 23 de junho. As tensões sectárias no Líbano estão declaradamente em ascensão, como resultado do conflito na vizinha Síria.

Em declarações à parte hoje, Ban Ki-moon, Sr. Plumbly e os embaixadores do Conselho pediram apoio unificado para o presidente do Líbano, Michel Sleiman, para as instituições das forças de segurança do Estado e, em especial, para o exército.

Em março, o Sr. Plumbly informou ao Conselho de Segurança numa reunião a portas fechadas na sede da ONU em Nova York no último relatório do Secretário-Geral sobre a resolução 1701.

Essa resolução, que terminou a guerra de 2006 entre Israel e o grupo libanês Hizbollah, apela para o respeito pela Linha Azul, o desarmamento de todas as milícias no Líbano, e um fim ao contrabando de armas na região. Embora a resolução tenha sido amplamente respeitada desde o fim da guerra, houve pouco progresso em direção a um cessar-fogo permanente previsto.

Os membros do Conselho exprimiram a sua profunda preocupação com o impacto da crise síria em curso sobre a estabilidade do Líbano.

24 de junho de 2013| Centro de Notícias da ONU (Traduzido e editado pelo UNRIC)

69º Aniversário da Organização das Nações Unidas assinalado em Lisboa e Porto

UNDAY-PT

Façamos um mundo melhor

Vamos fazer do mundo um lugar melhor 

Vídeo apresentado no contexto da Cúpula do #Clima das Nações Unidas.

Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária

O Centro Regional de Informação das Nações Unidas para a Europa Ocidental (UNRIC), sedeado em Bruxelas, presta informação sobre as actividades da ONU nos países da região, incluindo Portugal. Põe à disposição do público os principais relatórios da ONU, documentos, publicações, fichas informativas, comunicados de imprensa e notícias, em várias línguas, nomeadamente o português.