Sexta, 22 Maio 2015
UNRIC logo - Portuguese

A ONU na sua língua

Relatório da OIT sobre tendências do emprego jovem: Uma geração em risco

ILO 1A OIT publicou hoje o Relatório “As tendências globais do emprego para jovens 2013: uma geração de risco”. As tendências são pouco optimistas quer em países desenvolvidos quer nos menos desenvolvidos. O relatório diz que a inserção dos jovens no mercado de trabalho agravou-se com a crise, sobretudo na União Europeia.

“Não é fácil ser jovem no mercado de trabalho hoje” é assim que o relatório começa por contextualizar a situação laboral dos jovens no meio laboral nos dias de hoje.

Já não era fácil a inserção no mercado de trabalho e, com a crise, a situação ficou pior, facto que obriga que os jovens sejam menos seletivos no tipo de trabalho que eles vão desenvolver, aumentando o número de jovens que assumem cargos a meio-período ou temporários, afirma o relatório.

Muitas vezes, eles tem competências para assumir um trabalho melhor, mas tem de se submeter a trabalhos considerados inferiores e sem estabilidade, pois nas economias avançadas os empregos estáveis são cada vez mais escassos para os jovens, mesmo que a formação e educação seja maior, aponta o relatório.

As previsões para o desemprego jovem em 2013 também não são muito animadoras, a taxa mundial de desemprego jovem está estimada para 12,6 por cento em 2013. O relatório informa que são estimados que 73 milhões de jovens fiquem desempregados em 2013. O desemprego jovem nas regiões em desenvolvimento, segundo o relatório, enfrenta os maiores desafios na qualidade do trabalho disponível para os candidatos. O relatório revela ainda que a proteção social e as instituições laborais são fracas e grande número de jovens se submete ao emprego irregular e à informalidade.

Nas economias avançadas, o desemprego jovem chegou à uma taxa inesperada na geração jovem. Nas Economias desenvolvidas e na União Europeia, Oriente Médio e Norte da África, as taxas continuam a aumentar desde 2008. O desemprego jovem aumentou 24.9 por cento nas economias desenvolvidas e União Europeia entre 2008 e 2012, situando-se em 18.1 por cento em 2012. Segundo as projeções actuais, a taxa de desemprego nas economias desenvolvidas e União Europeia não irá descer abaixo dos 17 por cento antes de 2016.

Como solução o relatório oferece uma série de medidas para tentar conter os índices que continuam a subir. Uma dessas medidas é a implementação de estratégias equilibradas para o crescimento e a criação de trabalho para pessoas jovens através de uma parceria público-privada. A outra opção seria promover o trabalho decente para jovens em parceria com os governos e outras organizações. Programas de promoção da capacitação e serviços de aconselhamento estão entre as propostas oferecidas pelo relatório como meios de diminuir o desemprego jovem.

O relatório pode ser consultado aqui:  http://www.ilo.org/global/research/global-reports/global-employment-trends/youth/2013/lang--en/index.htm

70º Aniversário da Organização das Nações Unidas

UN70 Logo Portuguese vertical 250px

Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária

O Centro Regional de Informação das Nações Unidas para a Europa Ocidental (UNRIC), sedeado em Bruxelas, presta informação sobre as actividades da ONU nos países da região, incluindo Portugal. Põe à disposição do público os principais relatórios da ONU, documentos, publicações, fichas informativas, comunicados de imprensa e notícias, em várias línguas, nomeadamente o português.