Terça, 21 Outubro 2014
UNRIC logo - Portuguese

A ONU na sua língua

Segurança alimentar e nutrição devem ser incluídas na Agenda de desenvolvimento Pós-2015

food secutity 1402artNutrição e segurança alimentar devem ser os mais importantes objetivos de desenvolvimento e como prioridades para além de 2015, a data marcada para alcançar as metas de redução da pobreza conhecidas como os Objectivos de Desenvolvimento do Milénio, a que as Nações Unidas têm dado tanta ênfase.

“Em linha com o desafio - Fome Zero - lançado pelo Secretário-geral das Nações Unidas e em estreita colaboração com os nossos parceiros de desenvolvimento, nós acordámos que devemos bater-nos por nada menos que a erradicação da fome, insegurança alimentar e malnutrição é o que nós temos que esforçar-nos para combater”, disse José Graziano da Silva, o Diretor-geral da Organização para Alimentação e Agricultura (FAO).

Abrindo a consulta global sobre a fome, segurança alimentar e nutrição para a Agenda de Desenvolvimento Pós-2015, ocorrida em Roma na Segunda, o Sr. Graziano da Silva motivou a comunidade internacional para se comprometer com a completa erradicação da fome em função das prioridades do desenvolvimento do Pós-2015.

Reduzir para a metade a proporção de pessoas com fome no mundo até 2015 está entre os alvos dos 8 ODM. Cerca de 50 países estão no caminho certo para atingir tal meta, observou o Diretor-geral.

Amir Abdulla, vice-diretor executivo do Programa Alimentar Mundial (PAM), chamou os países a continuarem o trabalho juntos para fazer da fome, “o primeiro problema solucionável no mundo”.

Enquanto isso, Carlos Serè, Chefe de Estratégia de Desenvolvimento do Fundo Internacional para o Desenvolvimento Agrícola (FIDA), enfatizou que "investir no desenvolvimento sustentável das zonas rurais e em crescimento rural inclusivo", com foco na agricultura familiar, é fundamental para a segurança alimentar global e para a Agenda Pós-2015.

A principal conclusão desta sessão de consulta foi um apelo à inclusão da questão da nutrição na Agenda de Desenvolvimento Pós-2015, bem como as diferentes dimensões da subnutrição e os problemas de rápido crescimento da obesidade e doenças relacionadas não transmissíveis, segundo o comunicado de imprensa emitido pela FAO.

Ficou também a ressalva, entre outras coisas, de que a segurança alimentar e nutricional representam a pedra angular para o progresso em todas as frentes de desenvolvimento, tais como emprego, educação, meio ambiente e saúde e na realização de um futuro de qualidade para a humanidade, informou a agência.

O desafio da Fome Zero, lançado pelo Secretário-geral Ban Ki-moon na Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável (Rio+20) no Brasil em Junho passado, aponta para um futuro onde cada indivíduo tem uma nutrição adequada. Seus objetivos são cinco para ter certeza de que todos no mundo têm acesso a alimentos nutritivos suficiente durante todo o ano, para terminar baixa estatura na infância, para construir sistemas alimentares sustentáveis​​, para dobrar a produtividade e a renda dos pequenos agricultores, especialmente as mulheres, e para evitar que o alimento seja perdido ou desperdiçado.

 

13 Fevereiro | UN News Centre |

[traduzido por UNRIC]

Façamos um mundo melhor

Vamos fazer do mundo um lugar melhor 

Vídeo apresentado no contexto da Cúpula do #Clima das Nações Unidas.

Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária

O Centro Regional de Informação das Nações Unidas para a Europa Ocidental (UNRIC), sedeado em Bruxelas, presta informação sobre as actividades da ONU nos países da região, incluindo Portugal. Põe à disposição do público os principais relatórios da ONU, documentos, publicações, fichas informativas, comunicados de imprensa e notícias, em várias línguas, nomeadamente o português.