Terça, 30 Junho 2015
UNRIC logo - Portuguese

A ONU na sua língua

Mali: Conselho de Segurança da ONU expressa "grave preocupação" com a actividade militar dos rebeldes

5093cffb6O Conselho de Segurança das Nações Unidas expressou grande preocupação em relação aos movimentos militares e ataques por parte de terroristas e grupos extremistas no norte do Mali, em particular a sua tomada da cidade de Konna.

"Esta grave deterioração da situação ameaça ainda mais a estabilidade e integridade do Mali e constitui uma ameaça directa para a paz e segurança internacionais", afirmaram os membros do Conselho de Segurança num comunicado de imprensa emitido na quinta-feira, após uma sessão de informação sobre a situação dada pelo Sub-Secretário-Geral da ONU para Assuntos Políticos, Jeffrey Feltman.

De acordo com relatos da imprensa, na quinta-feira, os rebeldes islâmicos tomaram o controlo de Konna – uma cidade de 50.000 pessoas, cerca de 700 quilómetros a nordeste da capital, Bamako.

O Norte do Mali foi ocupado por radicais islâmicos após o início dos combates entre as forças governamentais e os rebeldes tuaregues, em Janeiro de 2012. Este é apenas um dos vários problemas políticos, humanitários e de segurança que este país do Oeste Africano tem enfrentado desde o ano passado.

Os novos confrontos no norte, bem como a proliferação de grupos armados na região, a seca e a instabilidade política na sequência de um golpe de Estado em Março, afectaram centenas de milhares de civis. Mais de 412.000 pessoas foram forçadas a fugir para o norte do país, e cerca de cinco milhões de pessoas foram afectadas pelo conflito.

O Governo do Mali e os grupos rebeldes deverão reunir no dia 21 de Janeiro, para estabelecer conversações de paz, na capital do Burkina Faso, Ouagadougou.

Na sua declaração à imprensa, os membros do Conselho de Segurança lembraram as suas resoluções 2056, 2071 e 2085 – referentes à situação no Mali e que foram aprovadas ao abrigo do Capítulo VII da Carta das Nações Unidas – e a necessidade "urgente" de combater a crescente ameaça terrorista no Mali.

O Capítulo VII da Carta das Nações Unidas prevê que o Conselho de Segurança pode autorizar o uso da força perante uma ameaça à paz ou agressão. Um dos elementos-chave da resposta deste órgão em relação à situação no Mali, presente nas resoluções aprovadas, tem sido a criação de uma força militar internacional para ajudar a restaurar a unidade do país.

Com a resolução 2085, aprovada em Dezembro do ano passado, o Conselho de Segurança autorizou a presença da força militar internacional – a Missão de Suporte Internacional no Mali liderada por África (AFISMA) – por um período inicial de um ano.

"Os membros do Conselho de Segurança reiteram o seu apelo aos Estados-Membros para ajudar à resolução da crise no Mali e, em particular, para prestar assistência à defesa do Mali e Forças de Segurança, a fim de reduzir a ameaça representada por organizações terroristas e grupos associados ", afirmaram os membros do Conselho.

"Os membros do Conselho de Segurança expressam a sua determinação em prosseguir a implementação integral das suas resoluções sobre o Mali, em particular a resolução 2085, em todas as suas dimensões". "Neste contexto, apelamos a uma rápida implementação da Missão de Suporte Internacional no Mali liderada por África", acrescentaram os 15 membros deste órgão da ONU.

Replicando os comentários feitos por um porta-voz do Secretário-Geral Ban Ki-moon, na quinta-feira, os membros do Conselho pediram ainda a emissão imediata de um roteiro político acordado "que inclui negociações sérias com malianos não-extremistas no norte e advoga a restauração plena do governo democrático.

O Representante Especial do Secretário-Geral para a África Ocidental, Said Djinnit, continua os seus esforços para apoiar as conversações políticas no Mali sobre o estabelecimento de um diálogo nacional inclusivo e o desenvolvimento de um roteiro para a transição, entre outros assuntos.

De acordo com a resolução 2085 do Conselho de Segurança, a AFISMA tem a tarefa de contribuir para a reconstrução das Forças de Segurança e Defesa do Mali, bem como apoiar as autoridades do país com vista a "recuperar as áreas do norte sob o controlo de terroristas, extremistas e grupos armados, e a minorar a ameaça que representam os grupos terroristas ".

Para além disso, a missão será responsável por, entre outras tarefas, apoiar as autoridades do Mali na sua responsabilidade primária de proteger a população e de proporcionar um ambiente seguro para a chegada de assistência humanitária liderada por civis e o regresso voluntário dos deslocados internos e dos refugiados.

70º Aniversário da Organização das Nações Unidas

UN70 Logo Portuguese vertical 250px

Logo only Time for global action banner 253x95 Portuguese

Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária

O Centro Regional de Informação das Nações Unidas para a Europa Ocidental (UNRIC), sedeado em Bruxelas, presta informação sobre as actividades da ONU nos países da região, incluindo Portugal. Põe à disposição do público os principais relatórios da ONU, documentos, publicações, fichas informativas, comunicados de imprensa e notícias, em várias línguas, nomeadamente o português.