Quarta, 01 Outubro 2014
UNRIC logo - Portuguese

A ONU na sua língua

ONU louva banco de sementes criado pela Noruega no Árctico para preservar espécies do mundo inteiro


O Director-Geral da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO) elogiou a construção de uma câmara no subsolo de uma montanha gelada situada no remoto arquipélago norueguês de Svalbard, destinada a preservar amostras de sementes e protegê-las contra as ameaças das alterações climáticas, das doenças e de catástrofes, classificando a iniciativa como "um dos actos mais inovadores e extraordinários ao serviço da humanidade".

Localizado perto da aldeia de Longyearbyen – a cerca de 1120 km do Pólo Norte – o Banco Mundial de Sementes será utilizado para guardar amostras de variedades únicas das culturas mais importantes do mundo. O permafrost e a espessa camada de rocha assegurarão que, mesmo sem electricidade, o material genético guardado no banco de sementes permaneça congelado e protegido.

"A riqueza que está a ser protegida em Svalbard representa um seguro mundial contra futuros desafios", afirmou ontem o Director-Geral da FAO, Jacques Diouf.

Falando numa conferência realizada em Svalbard por ocasião da inauguração do Banco Mundial de Sementes, Jacques Diouf observou que o património genético agrícola mundial contido nas sementes é essencial para aumentar a produtividade das colheitas, atenuar pressões sobre o ambiente causadas pelas alterações climáticas, as pestes e as doenças, e assegurar uma base de recursos genéticos para o futuro.

"A diversidade de espécies agrícolas preservada nas colecções de sementes mundiais está constantemente sob a ameaça de catástrofes naturais e catástrofes causadas pelo homem", disse o Director-Geral da FAO.

A criação do Banco Mundial de Sementes foi facilitada pelo Tratado Internacional sobre os Recursos Fitogenéticos para a Alimentação e a Agricultura, um quadro jurídico mundial para a conservação e acesso aos recursos fitogenéticos, adoptado pelos países membros da FAO. Tendo sido ratificado por 116 países, o Tratado abriu caminho à conservação e utilização sustentável daqueles recursos, preconizando uma repartição justa e equitativa dos benefícios.

O Governo norueguês financiou a construção da câmara, que tem capacidade para guardar 4,5 milhões de amostras de sementes, o que equivale a aproximadamente 2 mil milhões de sementes.

"As sementes são veículos de vida", disse Jacques Diouf. O banco de sementes assegurará a variabilidade genética necessária à produção de colheitas, a fim de podermos fazer face a problemas que venham a surgir futuramente na agricultura.

(Baseado numa notícia produzida pelo Centro de Notícias da ONU a 28/02/2008)

Façamos um mundo melhor

Vamos fazer do mundo um lugar melhor 

Vídeo apresentado no contexto da Cúpula do #Clima das Nações Unidas.

Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária

O Centro Regional de Informação das Nações Unidas para a Europa Ocidental (UNRIC), sedeado em Bruxelas, presta informação sobre as actividades da ONU nos países da região, incluindo Portugal. Põe à disposição do público os principais relatórios da ONU, documentos, publicações, fichas informativas, comunicados de imprensa e notícias, em várias línguas, nomeadamente o português.