Terça, 07 Julho 2015
UNRIC logo - Portuguese

A ONU na sua língua

ONU louva banco de sementes criado pela Noruega no Árctico para preservar espécies do mundo inteiro


O Director-Geral da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO) elogiou a construção de uma câmara no subsolo de uma montanha gelada situada no remoto arquipélago norueguês de Svalbard, destinada a preservar amostras de sementes e protegê-las contra as ameaças das alterações climáticas, das doenças e de catástrofes, classificando a iniciativa como "um dos actos mais inovadores e extraordinários ao serviço da humanidade".

Localizado perto da aldeia de Longyearbyen – a cerca de 1120 km do Pólo Norte – o Banco Mundial de Sementes será utilizado para guardar amostras de variedades únicas das culturas mais importantes do mundo. O permafrost e a espessa camada de rocha assegurarão que, mesmo sem electricidade, o material genético guardado no banco de sementes permaneça congelado e protegido.

"A riqueza que está a ser protegida em Svalbard representa um seguro mundial contra futuros desafios", afirmou ontem o Director-Geral da FAO, Jacques Diouf.

Falando numa conferência realizada em Svalbard por ocasião da inauguração do Banco Mundial de Sementes, Jacques Diouf observou que o património genético agrícola mundial contido nas sementes é essencial para aumentar a produtividade das colheitas, atenuar pressões sobre o ambiente causadas pelas alterações climáticas, as pestes e as doenças, e assegurar uma base de recursos genéticos para o futuro.

"A diversidade de espécies agrícolas preservada nas colecções de sementes mundiais está constantemente sob a ameaça de catástrofes naturais e catástrofes causadas pelo homem", disse o Director-Geral da FAO.

A criação do Banco Mundial de Sementes foi facilitada pelo Tratado Internacional sobre os Recursos Fitogenéticos para a Alimentação e a Agricultura, um quadro jurídico mundial para a conservação e acesso aos recursos fitogenéticos, adoptado pelos países membros da FAO. Tendo sido ratificado por 116 países, o Tratado abriu caminho à conservação e utilização sustentável daqueles recursos, preconizando uma repartição justa e equitativa dos benefícios.

O Governo norueguês financiou a construção da câmara, que tem capacidade para guardar 4,5 milhões de amostras de sementes, o que equivale a aproximadamente 2 mil milhões de sementes.

"As sementes são veículos de vida", disse Jacques Diouf. O banco de sementes assegurará a variabilidade genética necessária à produção de colheitas, a fim de podermos fazer face a problemas que venham a surgir futuramente na agricultura.

(Baseado numa notícia produzida pelo Centro de Notícias da ONU a 28/02/2008)

70º Aniversário da Organização das Nações Unidas

UN70 Logo Portuguese vertical 250px

Logo only Time for global action banner 253x95 Portuguese

Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária
Faixa publicitária

O Centro Regional de Informação das Nações Unidas para a Europa Ocidental (UNRIC), sedeado em Bruxelas, presta informação sobre as actividades da ONU nos países da região, incluindo Portugal. Põe à disposição do público os principais relatórios da ONU, documentos, publicações, fichas informativas, comunicados de imprensa e notícias, em várias línguas, nomeadamente o português.