Previous  Next
Quanto custa a manutenção da paz?
 

As actividades da ONU na área da manutenção da paz são muito eficazes em termos de custos. A ONU gasta menos, por ano, na manutenção da paz a nível mundial do que a cidade de Nova Iorque gasta nos orçamentos anuais dos seus bombeiros e da sua polícia. Em 1993, os custos das missões de manutenção da paz da ONU atingiram um valor recorde de aproximadamente 3,6 mil milhões de dólares, devido às operações na antiga Jugoslávia e na Somália. Em 1998, os custos haviam baixado para um pouco menos de mil milhões de dólares. Com o regresso das operações de grande dimensão, os custos da manutenção da paz da ONU subiram de novo e, em Março de 2006, o orçamento da manutenção da paz aprovado para o período de 1 de Julho de 2005 e 30 de Junho de 2006 rondava os 5 mil milhões de dólares. Esta quantia representava 0,5% das despesas militares mundiais. A manutenção da paz sai muito mais barata do que a guerra.

Todos os Estados-membros são legalmente obrigados a contribuir com uma parcela dos custos da manutenção da paz, segundo uma fórmula complexa que eles próprios definiram. Apesar desta obrigação legal, a 31 de Janeiro de 2006, os Estados-membros deviam aproximadamente 2,66 mil milhões de dólares, a título de contribuições actuais e em atraso para a manutenção da paz.

As principais contribuições monetárias para as operações de manutenção da paz (a 1 de Janeiro de 2006) provinham dos dez seguintes países: Estados Unidos, Japão, Alemanha, Reino Unido, França, Itália, Canadá, Espanha, China e Países Baixos.